São João no Porto

Uma das experiências mais especiais da primeira vez que vim à Portugal, em 2016, foi totalmente ao acaso. Meu vôo para o Rio estava programado para o dia seguinte ao São João, festa do padroeiro do Porto. Eu simplesmente não sabia o porquê de todos os hotéis estarem lotados e das ruas cheias da energia mais positiva que já vi. Aos poucos fui aprendendo o que significa o 22 de junho, dia que apenas pude aproveitar plenamente – sem estar perdida no que é a celebração – neste final de semana passado. Venho aqui contar-vos sobre, e convidar também.

Apesar de estar morando em Lisboa, fiz uma viagem até o Norte para poder aproveitar as festividades. São aproximadamente três horas que podem passar confortavelmente no seu carro ou mesmo no comboio – o que, na minha opinião, pode ser ainda mais fácil.

Os melhores e mais práticos hotéis costumam ficar lotados neste dia, como eu disse ali em cima. Meu conselho é tentar fazer sua reserva com antecedência e não deixar de considerar os alojamentos locais, Air B&Bs que são a especialidade no Porto.

Considere também que a cidade pode ser pequena, mas ladeiras vão te cansar bastante. Com as ruas cheias e, depois, fechadas para carros, verá que a melhor opção é andar à pé ou através do metrô. Até em dias normais eles são a melhor opção, então certifique-se de escolher um hotel próximo de estações.

Depois do check-in, optei pelo almoço usual de quando morava no Porto e mesmo da época em que só passeava por ele: um prego no prato no shopping Via Catarina, na movimentada e marcante Rua Santa Catarina onde encontrarás os melhores comércios.

Como queria estar descansada para aproveitar o auge da festa, fiquei um pouco no hotel. Mas o Porto tem muito mais para oferecer do lado de fora, e é por isso que, depois de algumas horinhas de relax, desci até a Ribeira do Douro, que sempre está bombando tanto com turistas quanto com locais.

Mais tarde, subi para jantar no Bolhão. Infelizmente não tenho fotos, mas posso-vos confirmar que qualquer prato em qualquer lugar no Porto vai te deixar boquiaberta. A dica maior é reservar antes ou chegar mais cedo, pois as ruas lotam e os restaurantes também. No centro, onde as festividades acontecem, a espera pelo jantar pode ser de horas e mais horas.

Começam, então, concertos ao longo da cidade. Mesmo na frente do meu hotel havia um contratado pelos comércios locais, adaptando música pop atual para o estilo típico português. Mas o foco mesmo voltou-se para a Praça dos Aliados onde artistas portugueses tocavam os clássicos, o que empolgou toda a multidão – até quem não conhecia a maior parte das músicas, como eu.

Já com a festa engrandecida, envolvemo-nos numa das principais brincadeiras do São João: as marteladas. Todo mundo encosta na cabeça um dos outros com um martelinho de plástico.

Ao longo da noite, as pessoas vão soltando balões que iluminam os céus enquanto esperamos pela verdadeira atração – os fogos de artifícios! 

À meia-noite exatamente começa no Rio Douro um show de fogos de artifícios que palavras não descreverão tão bem quanto fotos, e é por isso que vos trouxe algumas. Essa parte da experiência é o que mais recomendo.

Espero que tenham gostado e que possam também apreciar uma das maiores belezas do Porto que é a sua apaixonada celebração do São João. Deixem sugestões e opiniões nos comentários! 

Até o próximo post!

xoxo,

Michelle Lebres

Please follow and like us:

Leave a Reply