Entrevista – Portugal Por Seus Jovens

Olá, pessoal! Tudo bem? Me mudei para Portugal há quase seis meses e já havia visitado a terrinha ano passado. Mesmo assim, existem dúvidas que não tiveram ainda tempo de serem respondidas. São coisas que dá para saber melhor conforme a gente vai vivendo no lugar e conversando com seus habitantes, enfim, deixa de ser ”transição” para ser ”cotidiano”. Perguntei para vocês que também me disseram ter interesses em alguns aspectos do país, então decidi acabar com a incerteza geral e chamei a queridíssima Mariana Marques, blogueira portuguesa, para nos ajudar!

1 – Onde moras e o que mais gosta em sua cidade?

Na verdade eu moro numa pequena freguesia na margem sul, em Setúbal. O que me agrada imenso é o facto de estar tão perto de tudo o que possa precisar, por exemplo, Lisboa está a uma viagem meia hora de carro de distância, mas ao mesmo tempo é um sítio muito sossegado e calmo, sem muito alarido.

2 – Além de onde estás, de quais outros lugares gostas aqui em Portugal?

Eu sou grande fã de passear por grandes cidades, por isso Lisboa e Porto são para mim sítios que adoro visitar, embora também seja apaixonada pelo Gerês, é o sítio perfeito para férias de verão, e também o Algarve.

 

 

3 – O ensino público em Portugal é bem diferente do que ocorre no Brasil. O que achas do sistema do liceu ter especificação das áreas?

É das poucas coisas que eu acho que está bem feito no nosso sistema de educação. Temos desde cedo opção de ter disciplinas que mais nos interessam e evitar outras que sejam problemáticas. Só a ideia que podia ter tido mais três anos de matemática ou físico e química até me dá arrepios! E também ganhamos bases mais precisas para aquilo que queiramos seguir na etapa seguinte. Isto pode ser algo negativo para pessoas mais indecisas, mas visto que as áreas são praticamente as disciplinas do 3º ciclo divididas em grupos, penso que conseguem escolher a devida pelas disciplinas que mais gostam.

4 – Achas que os portugueses conseguem acompanhar bem as tendências estrangeiras, como as americanas?

Não, Portugal é extremamente atrasado em tudo o que seja. Nós vemos uma tendência a decorrer na América e apenas por volta de um ou dois depois é que começamos a ver disso também em Portugal. Por exemplo, roupas que sejam tendência este inverno na América, apenas para o ano que vem é que vamos ver essas peças nas lojas portuguesas. Também temos o exemplo do Starbucks que tanto tempo demorou a chegar a Portugal e mesmo assim, são poucos os que conseguimos encontrar, depois também temos alguns cafés locais que tentam imitar, mas nunca têm tanto sucesso. Os mais jovens acabam por ter maior vantagem, pois ao acompanhar as tendências à medida que estas aparecem, arranjamos sempre maneiras de também estarmos incluídos na mesma.

5 – Quais programações/passeios são as mais populares dentre os jovens?

No verão é definitivamente praias e piscinas, as festas populares que existem em praticamente todas as terras, e pouco mais. O resto vai depender muito do gosto de cada um, mas baseia-se muito em cinema, esplanadas, centros comerciais, cada vez se vê mais jovens a fazer roadtrips, tanto para o sul, como para o norte, e bares e discotecas, mas pessoalmente não sou fã do último. Novamente, outras programações vai muito depender do grupo de pessoas, mas isto é o que se vê com mais regularidade.

 

 

6- Como uma jovem portuguesa, qual é a sua opinião sobre as oportunidades em seu país?

São muito escassas e isso vê-se pelo facto de cada vez existirem mais jovens portugueses a trabalhar no estrangeiro, não apenas à procura de mais oportunidades, como por um melhor estilo de vida. Como o nosso ensino é tão rigoroso, outros países europeus dão mais preferência aos jovens portugueses para as suas empresas do que aos seus próprios, basicamente, o “brain drain” ou fuga de cérebros é muito vulgar em Portugal.

7 – O que mais indica para os recém chegados em Portugal?

Se existe algo que eu adoro em Portugal e que não posso deixar de recomendar, é a comida. Os nossos pratos tradicionais são mesmo qualquer coisa. Definitivamente que é das primeiras coisas que recomendo a qualquer pessoa que venha a Portugal, quer seja para residência como para passeio. Tirando isso, o nosso país tem paisagens naturais lindíssimas e pontos históricos muito interessantes que valem muito a pena visitar.

Agradeço muito à Mari por ter disponibilizado o tempo dela e nos respondido estas sete perguntinhas ♥ Ela foi mais do que simpática e me convidou para estender a parceria ao seu blog, onde também fui entrevista. Fiquem de olho em Little Wordeland XO para a outra parte da colaboração e todo o conteúdo maneiríssimo que ela faz! 

Deixem suas opiniões e sugestões abaixo e no Twitter! Aceito também mais perguntas/dúvidas caso vocês tenham alguma pois vou continuar fazendo postagens sobre Portugal, como moradora e como turista. Até o próximo post!

XOXO,

Michelle Lebres

Leave a Reply