Cariocando pelas praias

Há muito tempo venho tentando decidir o que fazer com as inúmeras fotos que tirei nesses últimos meses. É fácil perceber que a grande maioria delas é de um lugar, aquele que considero minha segunda casa: a praia. Ah, e temos como negar que o Rio nos deslumbra de ponta a ponta da sua orla? Um post reservado para o que se passou nesse verão daria pouco espaço para o mar e a areia, nem o crédito que eles merecem. Concluí, então, que não faria mal escrever uma pequena ode à esta que por vezes não conseguimos nem explicar. Se estivesse ao meu lado, um suspiro demonstraria a sensação que causa. Como isso não é possível, trago à você imagens na esperança que suspire também.

O melhor tipo de drive-thru

Enquanto fazia um flashback para montar este post, acabei notando que, durantes as férias, por vezes precisei de pelo menos uma passada pela praia antes de voltar para casa – e daí surgiu essa pilha de fotos que tenho para lhes mostrar.

Almoços, festas e até mesmo idas ao mercado pedem um ar verdadeiramente fresco depois. Simplesmente não faz sentido querer se trancar dentro de casa tão rápido quando se pode observar o mar e sujar-se de areia. Se você conhece o Rio de Janeiro no verão, entenderá o que estou dizendo: é uma saúna constante! Vai dizer que não vale a pena se demorar um pouco à mais?

Esse pôr do sol foi um dos meus momentos favoritos e aconteceu logo no início de janeiro para dar sorte à este ano. É um dos mais belos exemplos do que você consegue quando dá aquela esticadinha por esse pedaço de céu: presencia todas cores e formas que o calor carioca pode lhe dar.

Gostei principalmente de poder capturar a movimentação neste que foi o desfecho da primeira semana do ano, coroando um domingo de relaxamento em meio ao que poderia ser uma pintura.

Depois da cidade e de seu concreto

A prainha é um recanto não tão secreto para os cariocas. Sua beleza não pode passar despercebida e, portanto, quem vai não resisti à tentação de contar para todo mundo.

Na estação mais alta – e não digo isso sobre o calor, mas sim dos preços, porque aqui é 40 graus o ano inteiro – as redes sociais se lotão com cada um dos seus parentes celebrando a Mata Atlântica restante, a sequência de ondas ou o baldão de cerveja gelada que foi uma verdadeira pechincha.

Como não posso expressar precisamente o jeitinho carioca numa foto, deixo-lhes algumas do Grumari:

Tenho guardadas algumas fotos que meus pais tiraram nesses mesmos mirantes há mais de vinte anos. Me lembro delas a cada vez que volto e acho que é um dos motivos de ser sempre uma experiência interessante.

Grumari é o tipo de lugar que a cada nova curva é uma surpresa por, nesse caso, ter também outra praia que, se fosse nos seus sonhos, não seria tão perfeita assim. É por isso que os cariocas as lotam nos feriados, finais de semana e a cada brecha que surge.

Pedacinhos dos outros dias

Foram mais ou menos 3 meses de férias da onde podemos tirar apenas 2 semanas sem ter ido à praia. Imagine que a cada vez que pisei na areia houve um clique. Eu não sou muito boa em matemática, mas tenho certeza que isso significa que foi foto para caramba – sem contar com estas acima, destaques no meu coraçãozinho.

Essa sessão do post é, então, dedicada para manhãs, tardes e finais de pôr do sol que preencheram o meu descanso e fizeram voltar para a escola ainda mais difícil do que o habitual.

Como você já deve ter percebido, tenho uma paixão especial pelo lado de cá, a Zona Oeste. Por isso que as minhas fotos e consequentemente este post enaltecem as belezas da Barra da Tijuca em especial.

Além de ser o mais rápido para eu chegar, é também o ponto para onde vou desde bebê e, já que estamos nesse clima de throwback, foi por lá que meus pais se conheceram e em que meus parentes se reúnem. Tem como pedir mais? Até hoje é o nosso point para armar aquele círculo, rir muito, pegar uma cor e uns jacaré.

E aí? Como são as praias cariocas para você? O que achou? Quer sugerir algo? Fale para mim nos comentários ou no Twitter. Espero que gostem!

xoxo,

Michelle Lebres.

4 Comments

  1. Janaina

    abril 9, 2017 at 11:19 pm

    Lindas fotos… o Rio na sua essência!!

    1. michelle

      abril 13, 2017 at 12:51 pm

      E ainda tenho mais algumas sobre os outros cantinhos da cidade maravilhosa! ♥

  2. KARINE

    abril 13, 2017 at 7:26 am

    esse seu post me deixou com uma saudade absurda do rj e de ir pra praia, faz um tempinho que não vou. as fotos estão lindas ♥

    1. michelle

      abril 13, 2017 at 12:50 pm

      Acho que a praia nos deixa com saudades já segundos depois de irmos embora, bem como o Rio ♥ Muito obrigada!

Leave a Reply